Cientistas Descobrem Acidentalmente Um Novo Tom De Azul

Em 2009, Mas Subramanian, um professor de ciência dos materiais na Oregon State University estava fazendo experimentos destinados a criar novos materiais para a eletrônica. Durante os experimentos, ele e sua equipe se depararam com uma criação ainda mais inesperada na forma de uma nova cor vibrante. Chamada de azul YinMn, o pigmento vai estar finalmente disponível para artistas e fabricantes ainda neste ano através.

O pigmento é o resultado do aquecimento de uma mistura de óxido de manganês preto e outros produtos químicos a mais de 1000oC. Os íons de manganês absorvem os comprimentos de onda vermelho e verde da luz, produzindo uma cor azul durável que não se desvanece em óleo ou água.

“A estrutura cristalina básica que estamos usando para estes pigmentos era conhecida, mas ninguém nunca tinha considerado usá-la para qualquer fim comercial, incluindo pigmentos,” Subramanian disse em comunicado à imprensa. O novo pigmento é feito somente com ingredientes não-tóxicos. “Desde que os egípcios antigos desenvolveram alguns dos primeiros pigmentos azuis, a indústria de pigmento  tem se esforçado para resolver problemas de segurança, toxicidade e durabilidade”, disse ele.

Além disso, é excepcionalmente bom na reflexão de luz infravermelha, o que poderia torná-lo útil em materiais de telhado, refletindo a luz solar para manter os edifícios frescos.

cientistas-descobrem-novo-tom-de-azul-0

Via: Mental Floss

Simple Share Buttons