Fotógrafo viaja pela Europa para documentar a beleza de construções abandonadas

O fotógrafo alemão Michael Schwan passa o tempo em busca de espaços abandonados, onde ele é capaz de documentar a lenta decadência causada por anos de negligência. Viajando pela Europa, ele visita castelos, vilas, teatros, hotéis e universidades que foram abandonados e deixados para trás. Os resultados são uma visão um pouco romântica do que ocorre quando os humanos avançam, deixando seu passado para trás.

Embora desprovidos de seres humanos, esses espaços não têm objetos. Embora abandonadas por pessoas, elas ainda permanecem como recipientes para os bens materiais deixados para trás. Móveis, papéis, pianos e candelabros preenchem as fotos como fantasmas deixados para assombrar essas estruturas outrora sinuosas. Na presença deles e na ausência de pessoas, somos deixados para preencher os espaços em branco. Onde estão esses lugares misteriosos? Quem os usou e por que eles foram deixados para trás?

O enquadramento de especialistas de Schwan oferece uma visão ampla desses interiores solitários, permitindo que os espectadores inspecionem a cena em busca de pequenas pistas para ajudar a resolver o mistério. Seja preenchido com ricos elementos decorativos ou por móveis espartanos, os elementos deixados falam da antiga glória desses espaços abandonados. De fato, ao focar em uma grande variedade de locais, Schwan deixa claro que nenhum lugar está a salvo da marcha do tempo. À medida que a história evolui, também as peças de arquitetura precisam servir ao público. De muitas maneiras, suas fotografias servem como um último suspiro para esses prédios abandonados – um limite para seus ciclos de vida.

O fotógrafo Michael Schwan viaja pela Europa para documentar prédios abandonados em sua série The Beauty of Decay.

Via: My Modern Met

Compartilhe, se você curtiu essas construções abandonadas!

Simple Share Buttons